sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Poemas de Origami



Escrever sobre o lançamento do livro Poemas de Origami é acima de tudo um ato de amor; amor sublime amor de uma mãe por suas duas filhas, Julia Mikita e Isabella Pawlak, jovens escritoras que encontraram no amor pelos livros, a alegria de compartilhar a leitura com as crianças e os idosos do Brasil, através do trabalho voluntário na Organização Neo Humanitarismo Universalista.   

Fiz meu papel de mãe, sempre incentivando o hábito da leitura entre as minhas filhas; a Julia, fez a carteirinha da biblioteca pública aos três anos de idade, no dia 20 de março de 2001, e a Isabella, no dia 07 de novembro de 2001, aos dois anos de idade. Na época, morávamos na Aclimação, em São Paulo, e nossos lugares favoritos no bairro, eram justamente o Parque da Aclimação e a Biblioteca Pública Raul Bopp; que a partir de 30 de maio de 2009, foi denominada Biblioteca Temática Em Meio Ambiente, despertando o interesse das minhas filhas para as causas ambientalistas. 

O tempo passou, as meninas cresceram, mas sempre cercadas de livros por todos os lados; participando de eventos literários, conversando com escritores, recitando poemas e compartilhando a arte do origami entre os amigos... então, elas começaram a escrever... diários, anotações, sinopses, poemas e até frases... escrever sobre o mundo e suas perspectivas.

O livro Poemas de Origami tem um objetivo nobre, segundo as minhas filhas, "almejamos compartilhar a arte do origami, através de atividades literárias, recreativas e ao mesmo tempo terapêuticas, voltadas para pacientes com câncer, com foco em crianças, adolescentes e seus acompanhantes, bem como, para os idosos, que vivem sozinhos em asilos. Renovando assim, a esperança e fortalecendo os laços de solidariedade entre os seres humanos de boa vontade."


Isabella Pawlak e Julia Mikita, uma história de amor pelos livros. Foto: Arquivo ONH-U.

Serviço:

Lançamento do Livro Poemas de Origami das autoras Julia Mikita e Isabella Pawlak
Evento Certificado dos 120 Anos de Amizade Japão-Brasil


Oficina Cultural Pagu
Rua Espírito Santo, nº 17  Santos – SP
Data: 29 de Agosto de 2015 – 15:00 às 17:00 horas
Programação:
Sessão de Autógrafos do livro Poemas de Origami das autoras Julia Mikita e Isabella Pawlak
Recital de Poemas de Origami com Jam Pawlak
Distribuição de 120 Tsurus  em comemoração aos 120 Anos de Amizade Japão-Brasil
Apoio Cultural: Oficina Cultural Pagu 

XVII Bienal Internacional do Livro Rio
All Print Editora
Pavilhão 3 Azul  Rua K - 06
Riocentro – Avenida Salvador Allende, nº 6555 – Rio de Janeiro – RJ 
Data: 04 de Setembro de 2015 – 15:00  às 17:00 horas
Programação:
Sessão de Autógrafos do livro Poemas de Origami das autoras Julia Mikita e Isabella Pawlak
Recital de Poemas de Origami com Jam Pawlak
Distribuição de 120 Tsurus em comemoração aos 120 Anos de Amizade Japão-Brasil
Apoio Cultural: All Print Editora


Centro Cultural Hiroshima do Brasil
Rua Tamandaré, 800 - Liberdade - São Paulo - SP
Data: 30 de Outubro de 2015 - 17:00 às 19:00 horas
Programação:
Sessão de Autógrafos do livro Poemas de Origami das autoras Julia Mikita e Isabella Pawlak
Recital de Poemas de Origami com Jam Pawlak
Distribuição de 120 Tsurus em comemoração aos 120 Anos de Amizade Japão-Brasil
Apoio Cultural: Centro Cultural Hiroshima do Brasil       

terça-feira, 14 de julho de 2015

Estive no Festival Santos Café e Lembrei de Você...

Maratona Cultural: Orquestra na Rua, em apresentação especial entre o Boulevard Rua XV e o Museu do Café. 

Foram quatro dias de eventos com uma programação diferenciada e de qualidade, durante a realização do primeiro Festival Santos Café, no Centro Histórico de Santos.

Orquestra na Rua, emocionando o grande público do festival.

Ouvindo música clássica e degustando um café: uma experiência simplesmente deliciosa!

Música e cultura para todos com a Orquestra na Rua.


Violinos, partituras e sensibilidade em cena no Centro Histórico de Santos.


Celebrando a música em harmonia com a cidade ao lado dos idealizadores da Maratona Cultural:Orquestra na Rua, Matheus Bellini, Caio Foster e Leonardo Mallet. 


Celebrando a democratização do acesso à Cultura com o Secretário de Cultura de Santos, Fábio Alexandre de Araújo Nunes e seu assessor Vinicius Cesar Sergio.


Apresentação do Ballet da Cidade, "Monastério" na Casa da Frontaria Azulejada para um público repleto de expectativas.

Prestigiando a apresentação do Ballet da Cidade com Monike Kazumi e demais bailarinas do 
espetáculo "Monastério".


Estive no Festival Santos Café e Lembrei de Você... que ama degustar um café, visitar um museu, ouvir música clássica, apreciar um espetáculo de ballet ou simplesmente passear pelas ruas do Centro Histórico de Santos.  

quarta-feira, 22 de abril de 2015

April 6. Paz & Esporte no Brasil.



“O esporte é um motor para a reconciliação.
É um dos pilares para a cultura de paz.”
Irina Bokova
Diretora-Geral da UNESCO

Acredito no esporte em prol da paz,  e,  acredito  na cultura de paz em prol do esporte.  

Na segunda edição do April 6, realizada em 2015, quero destacar a importância da Campanha desenvolvida pela Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, em parceria com a 
G.R.C.E.Torcida Força Jovem do Santos Futebol Clube, intitulada Força Jovem Veste Branco, voltada para a  difusão do esporte e da paz entre a juventude do Brasil.

Ouvi alguns depoimento de pessoas que apreciaram a  inovação da campanha Força Jovem Veste Branco, divulgada exclusivamente nas Redes Sociais em celebração ao Dia Internacional do Esporte para Desenvolvimento e Paz: 

"Uma campanha inteligente."
Maria Isabel dos Santos, 47 anos.

"Gostei da mensagem positiva, para a paz e da simplicidade em sintonia com o esporte."
Carlos de Andrade, 25 anos.

"Uma ideia realmente original!"
Marli dos Anjos da Silva, 31 anos.

"Foi uma campanha incrível. Adorei."
José da Silva, 19 anos.    



quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

A Paixão de Ler e Incentivar a Leitura entre as Famílias


Em 2015, celebramos exatos 15 Anos de ações humanitárias desenvolvidas em prol da difusão do livro e da leitura no Brasil. 

Foi no início de janeiro de 2001, que compartilhei o meu sonho de incentivar a leitura entre as famílias da cidade de São Paulo, com a diretoria da Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U. A incrível jornada do livro e da leitura nasceu no dia 6 de janeiro, Dia de Reis.

A paixão pelos livros tem me acompanhado desde a infância, não consigo imaginar uma casa sem livros...nem uma criança sem brinquedos. Aprendi com o Mestre Rubem Alves, "que um livro é um brinquedo feito com letras. Ler é brincar." Aprendi com as minhas filhas pequenas, que ler em voz alta é uma delícia e ler junto é simplesmente extraordinário! 

O meu amor pelos livros foi notado por outras mães, e compartilhado entre as mamães e seus bebês nas salas de espera dos consultórios médicos, nas praças e parques. As mamães perceberam que seus bebês prestavam atenção aos livros, que ler era divertido para ambos!  

Então, descobri que dentro de mim, havia uma mediadora de leitura, que amava ler e incentivar o hábito da leitura, principalmente entre as famílias. Segui em frente com a minha causa em prol do direito de ler e desenvolver as potencialidades intelectuais das crianças, quando, subitamente encontrei outra grata surpresa no meio da jornada de incentivo à leitura, a constatação de que  as crianças que tinham livros em suas casas eram mais tranquilas  e por Deus, mais alegres. Portanto, compartilhe livros,  faça a diferença e diga sim ao hábito da leitura. Descubra a sublime perspectiva de um mundo novo em pleno século XXI.


Lembre-se: ler é divertido!