Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2016

Poemas de Origami na 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Julia Mikita & Isabella Pawlak.

O livro "Poemas de Origami" da All Print Editora,em parceria com a Organização Neo Humanitarismo Universalista, terá Sessão de autógrafos na 24° Bienal de São Paulo, com a presença das autoras, Julia Mikita e Isabella Pawlak.
Os visitantes da  24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, poderão conhecer as autoras do livro Poemas de Origami  e se divertir na oficina de origami do projeto Paper For Peace, do Clube Sadako Sasaki.
As jovens escritoras Julia Mikita e Isabella Pawlak  estarão no stand da All Print Editora, autografando o livro “Poemas de Origami” no dia 30 de agosto, a partir das 13:00 horas.
O livro Poemas de Origami representa a união da sensibilidade humana com a habilidade manual de poder criar formas apenas com um pedaço de papel, escritos a 7 mãos por duas jovens poetas, favorecendo a concentração, a paciência, a inspiração, a emoção, a dedicação, a composição e a satisfação pessoal de fazer algo realmente criativo entr…

CLUBE DE LEITURA #LEIAMULHERES APRESENTA "PAIXÃO PAGU" EM SANTOS

No próximo dia 3 de setembro, acontecerá o encontro do Clube de Leitura Leia Mulheres em Santos, com a mediação de Jam Pawlak e Julia Mikita na Oficina Cultural Pagu,  instalada na Cadeia Velha,  Praça dos Andradas, s/n Centro, Santos, no  horário das 15:00 às 17:00 horas,  em  debate estará o livro “Paixão Pagu” a  autobiografia precoce de Patrícia Galvão, logo em seguida será realizada a leitura dramática do monólogo Pagu X Pagu, baseado no texto do livro “Paixão Pagu” em homenagem ao 58º FESTA, Festival Santista de Teatro – Mostra Paralela.
A autobiografia precoce de Patrícia Galvão é um livro para ser lido de uma só vez, devorado sem piscar os olhos, e ao mesmo tempo, também é uma carta depoimento, um convite aberto para uma história repleta de angústia, dor, luta, aprendizado, sentimento, autenticidade, e uma personalidade perturbadora que destoa do mundo pequeno burguês que a sufoca. Pagu é moderna demais para um mundo de mente estreita, é uma mulher extremamente forte para uma é…

Leia Mulheres Santos: experiências incríveis em pauta!

Santos, uma cidade de leitores.
A primeira edição do Leia Mulheres em Santos, aconteceu no dia 10 de junho de 2016, na Oficina Cultural Pagu. Era uma noite muito fria, mas os nossos corações estavam aquecidos pelo imenso amor à leitura e à obra de Clarice Lispector, que escolhemos para o lançamento do clube de leitura em Santos.

Anunciando o clube de leitura Leia Mulheres.

Compartilhando o livro de Clarice Lispector, que nos conduziu pelos caminhos do amor e da amizade, "Crônicas para jovens, de amor e amizade." 

Registrando o lançamento do clube de Leitura Leia Mulheres em Santos.

Com Julia Mikita, mediadoras em cena.


Registrando o segundo encontro do clube de Leitura Leia Mulheres em Santos.

Todo o encanto do livro "Poemas de Origami," selecionado para o encontro do clube de leitura Leia Mulheres de julho, das jovens autoras Julia Mikita e Isabella Pawlak.


Registrando o terceiro encontro do clube de leitura Leia Mulheres em Santos.

O livro "Malala, a menina…

Clube de Leitura Leia Mulheres em Santos Apresenta: Malala, a Menina que queria ir para a Escola.

No próximo dia 17 de agosto, acontecerá o encontro do Clube de Leitura Leia Mulheres em Santos, com a mediação de Jam Pawlak e Julia Mikita na Estação da Cidadania,  situada à Avenida Ana Costa, nº 340, no horário das 19:00 às 20:30 horas,  em  debate estará o livro “Malala, a menina que queria ir para a escola,” da jornalista Adriana Carranca.
Malala Yousafzai, Prêmio Nobel da Paz, menina prodígio, que defende o direito à  educação para todas as crianças do mundo, é o melhor exemplo de inspiração e coragem para as novas gerações. Recentemente, Malala Yousafzai, lançou a campanha #booksnotbullets, para conscientizar as pessoas sobre a importância dos livros e principalmente da educação, como pilares do verdadeiro desenvolvimento humano.
O livro Malala, a menina que queria ir para a escola, escrito pela jornalista brasileira Adriana Carranca, nos apresenta ao vale Swat e seus habitantes, inclusive uma muita conhecida, uma menina chamada Malala. Se você nunca ouviu falar de Malala, esse li…