Pular para o conteúdo principal

Clube de Leitura Leia Mulheres em Santos Apresenta: Malala, a Menina que queria ir para a Escola.



No próximo dia 17 de agosto, acontecerá o encontro do Clube de Leitura Leia Mulheres em Santos, com a mediação de Jam Pawlak e Julia Mikita na Estação da Cidadania,  situada à Avenida Ana Costa, nº 340, no horário das 19:00 às 20:30 horas,  em  debate estará o livro “Malala, a menina que queria ir para a escola,” da jornalista Adriana Carranca.

Malala Yousafzai, Prêmio Nobel da Paz, menina prodígio, que defende o direito à  educação para todas as crianças do mundo, é o melhor exemplo de inspiração e coragem para as novas gerações.
Recentemente, Malala Yousafzai, lançou a campanha #booksnotbullets, para conscientizar as pessoas sobre a importância dos livros e principalmente da educação, como pilares do verdadeiro desenvolvimento humano.

O livro Malala, a menina que queria ir para a escola, escrito pela jornalista brasileira Adriana Carranca, nos apresenta ao vale Swat e seus habitantes, inclusive uma muita conhecida, uma menina chamada Malala. Se você nunca ouviu falar de Malala, esse livro é perfeito para você entender porque todos falam dela.

No começo, conhecemos o vale do Swat e seu povo corajoso: os pashtuns. Além disso, conhecemos os costumes de um lugar muito diferente. Um lugar onde as casas ainda são construídas como eram há milênios atrás, equilibrando pedras de rio umas sobre as outras. O vale era um lugar de paz, até a chegada do talibã.

Antes deles as meninas iam a escola. Ler não era proibido.  Estudar era bom.

O grupo talibã era muito violento e era contra todo tipo de cultura ocidental, além de proibir qualquer tipo de educação para mulheres. Estudar tornou-se algo perigoso. As escolas eram intimadas a fechar e quem desobedecesse era castigado: podiam explodir a escola ou matar os membros, por exemplo.

“Curioso é que ‘talibã’, na terra da Malala, quer dizer ‘estudante’. Então, como podem não gostar de quem estuda? Acontece que, quando esses talibãs eram meninos, eles também não puderam estudar e não sabem o valor que isso tem. ”

No entanto, apesar dos perigos, Malala continuou indo para escola. E, o mais importante, divulgou sua situação para o mundo por meio de um blog.

O livro é muito bom e conta de forma leve e sucinta os principais detalhes da história da Malala. O livro contém belas notas de rodapé para desvendar termos e palavras comuns da cultura deles. É sem dúvida um livro para os mais novos, mas também é recomendável para os mais velhos, ou para qualquer um que se interessar sobre o assunto. "

“Malala, a menina que queria ir para a escola” da jornalista e escritora Adriana Carranca, com ilustrações de Bruna Assis Brasil, da Companhia das Letrinhas, é um livro perfeito para dar de presente, realizar leituras públicas, ou simplesmente, para ler  em voz alta no quarto das crianças antes de dormir.


Registrando o nosso encontro com a escritora e jornalista Adriana Carranca, autora do livro "Malala, a Menina que queria ir para a Escola."


Serviço
Clube de Leitura LEIA MULHERES em Santos apresenta Malala, a menina que queria ir para a escola.
Estação da Cidadania  -  Dia 17 de agosto de 2016 – 19:00 horas
Avenida Ana Costa, nº 340 – Santos – SP – Brasil


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Global Smurfs Day

Participei do Dia Mundial dos Smurfs no Brasil com muita alegria, foi um 25 de junho adorável! Compartilhei desenhos de "Os Smurfs" para colorir entre as crianças, e compartilhei histórias dos extraordinários personagens criados pelo ilustrador belga Pierre Culliford, carinhosamente "Peyo".

Os Smurfs são pequenas criaturas azuis que vivem em casinhas no formato de cogumelo, em uma aldeia escondida no meio da floresta.

As histórias são envolventes e divertidas, profundamente humanas... Smurfantásticas!

Em agosto vamos correr para o cinema e assistir  "Os Smurfs  2" e depois sair por aí distribuindo sorrisos...


A Produção de Eventos Artísticos e Culturais na Pauta do Empreendedorismo

“Ser um empreendedor é executar os sonhos, mesmo que haja riscos. É enfrentar os problemas, mesmo não tendo forças. É caminhar por lugares desconhecidos, mesmo sem bússola. É tomar atitudes que ninguém tomou. É ter consciência de que quem vence sem obstáculos triunfa sem glória. É não esperar uma herança, mas construir uma história... Quantos projetos você deixou para trás? Quantas vezes seus temores bloquearam seus sonhos? Ser um empreendedor não é esperar a felicidade acontecer, mas conquistá-la.” Augusto Cury

Primeira turma do Curso deProdução de Eventos Artísticos e Culturais do Senac de Ribeirão Preto. Foto: Jam Pawlak.
Ainda no início  de 2017, tive a honra de integrar a primeira turma do curso de Produção de Eventos Artísticos e Culturais do Senac de Ribeirão Preto; um verdadeiro privilégio para mim e para os meus colegas. Tenho trabalhado com a produção de audiovisual há mais de quinze anos, assinando a produção executiva e os roteiros de filmes documentários. Por outro lado, a pro…

Sessão de Autógrafos do Livro Poemas de Origami na 17ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto

A 17ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto acontece no período de 04 a 11 de junho de 2017, com o  tema “Do Conhecimento que Liberta ao Amor que Educa”; é uma grandiosa  realização da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto.
Na 17ª edição da Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto, os homenageados  são os renomados escritores e personalidades: - Escritor: Fernando Pessoa; - Autor Educação: César Nunes; - Autor Infanto-juvenil: Ricardo Azevedo; - Autora Local: Rosa Maria de Britto Cosenza; - Professora: Maria Ester de Souza; - Patrono: Chaim Zaher. País homenageado: Portugal.
As atividades da 17ª Feira Nacional  do Livro de Ribeirão Preto estão sendo realizadas no Theatro Pedro II, Tenda Sesc (localizada na Praça Carlos Gomes), ACI Ribeirão Preto, Biblioteca Altino Arantes, Biblioteca Padre Euclides, Centro Cultural Palace, Palacete 1922, Praça do Leitor (Praça XV de Novembro), Sede da OAB Ribeirão Preto, Sesc, Shopping Iguatemi, Sincovarp, Teatro Marista.    A sessão de autógrafos…